Inicio > Mis eListas > humboldt > Mensajes

 Índice de Mensajes 
 Mensajes 18261 al 18261 
AsuntoAutor
242/18 - Os desafi Noticias
 << 20 ant. | -- ---- >>
 
Noticias del Cehu
Página principal    Mensajes | Enviar Mensaje | Ficheros | Datos | Encuestas | Eventos | Mis Preferencias

Mostrando mensaje 18477     < Anterior | Siguiente >
Responder a este mensaje
Asunto:NoticiasdelCeHu 41/18 - Moscovo adverte Trump contra ataque à Síria (M K Bhadrakumar)
Fecha:Miercoles, 11 de Abril, 2018  00:16:28 (-0300)
Autor:Noticias del CeHu <noticias @..............org>

NCeHu 41/18

Moscovo adverte Trump contra ataque à Síria

M K Bhadrakumar
Resistir
11/4/18

O presidente Donald Trump acabou por ir pessoalmente às barricadas para afrontar a Rússia. Até então ele fazia todo o possível para não ficar enredado a Nova Guerra-fria. E o Kremlin até então dava-lhe o benefício da dúvida. Mas isso acabou.

É difícil dizer até que ponto Trump está à procura de uma confrontação com Vladimir Putin mas ele é um homem inteligente que saberia não haver nada de pessoal acerca das políticas russas. Esta é a primeira vez que Trump criticou directamente e nominalmente Vladimir Putin. O tweet de Trump no domingo é provocador:

Muitos mortos, inclusive mulheres e crianças, em irracional ataque QUÍMICO na Síria. A área da atrocidade está confinada e cercada pelo Exército Sírio tornando-a completamente inacessível ao resto do mundo. O presidente Putin, a Rússia e Irão são responsáveis por apoiar o Animal Assad. Grande preço a pagar. Abrir a área imediatamente para ajuda médica e verificação. Mais um desastre humanitário por nenhuma razão seja qual for. DOENTIO! Se o presidente Obama houvesse cruzado sua declarada Linha Vermelha na Areia, o desastre sírio teria acabado há muito! O Animal Assad teria sido história!

Moscovo não perdeu tempo a apontar que o assim chamado ataque químico é notícia falsa (fake news). De facto, Moscovo tem alertado seus aliados na Síria que poderia ser esperada precisamente esta espécie de operação de bandeira falsa por parte dos sauditas e do grupo terrorista apoiado pelos EUA Jeish al-Islam (o qual está a encarar a derrota diante das forças governamentais sírias em Ghouta Oriental).

A história está a repetir-se. Em 2013 uma operação semelhante de falsa bandeira foi encenada em Ghouta Oriental e ela quase incitou o então presidente Barack Obama a movimentar frotas navais do Mediterrâneo para a guerra na Síria, mas um aviso de iniciativa russa sobre o desarmamento químico da Síria sob os auspícios da ONU neutralizou a trama saudita. Subsequentemente, investigações de jornalistas ocidentais, incluindo as da Associated Press, descobriram que só o então chefe da inteligência saudita, príncipe Bandar Bin Sultan, havia fornecido uma ogiva armada quimicamente ao grupo terrorista em Ghouta Oriental.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, revelou hoje em Moscovo que o governo sírio havia transferido para o Conselho de Segurança da ONU e a
OPCW os relatórios de inteligência para mostrar que estava a ser preparada uma provocação com a utilização de cloro em Ghouta Oriental. Lavrov acrescentou: "Os EUA estão a dar passos não para abandonar (a Síria) como o presidente Trump disse, e deixar a Síria a outros, mas para estabelecer ali um ponto de apoio permanente durante um tempo muito longo – acreditam os peritos".

Assim, a grande questão é do que Trump poderia ser capaz. Trump mencionou Obama no seu tweet. Certamente, Moscovo está em alerta. O Ministério dos Negócios Estrangeiros russo emitiu domingo outra advertência a Washington de que qualquer interferência dos EUA na Síria será "absolutamente inaceitável e pode levar a consequências muito graves". O texto da declaração é reproduzido abaixo:

O exército do governo sírio está a conduzir uma operação para libertar os civis em Ghouta Oriental, um subúrbio de Damasco, do controle de militantes e terroristas. A maior parte deste subúrbio foi libertada. Radicais irreconciliáveis exerceram resistência violenta na cidade de Douma, onde utilizaram os civis remanescentes como escudo humano.

Nesta situação, o Centro Russo para a Reconciliação na Síria e as forças do governo sírio criaram corredores humanitários para a evacuação de civis. Eles continuarão com este esforço. Contudo, aqueles que não estão interessados na eliminação em breve de um dos últimos sítios de terrorismo na Síria e na sua genuína resolução política estão a fazer tudo o que podem para impedir a evacuação de civis.

Está a ser plantada informação falsa acerca da alegada utilização de cloro e outros agentes tóxicos pelas forças do governo sírio. A notícia falsa mais recente acerca de um ataque química sobre Douma foi divulgada ontem. Estas informações são mais uma vez mencionadas pelos notórios Capacetes Brancos, os quais demonstraram mais de uma vez estarem a trabalhar em estreita cooperação com os terroristas, bem como outros organizações pezudo humanitárias sediadas no Reino Unido e nos EUA.

Recentemente advertimos acerca da possibilidade de tais perigosas provocações. O objectivo destas mentiras absolutamente infundadas é proteger os terroristas e a oposição radical irreconciliáveis que rejeitou uma solução política, bem como justificar a possível utilização de força por actores externos.

Temos de dizer mais uma vez que interferências militares na Síria, onde forças russas foram instaladas a pedido do governo legítimo, sob pretextos artificiais e falsos, é absolutamente inaceitável e pode levar a consequências muito graves.

A pormenorizada explicação russa sugere que um ponto crítico se levantou. Hoje de manhã dois caças israelenses dispararam mísseis a uma base aérea síria na província de Homs a partir do espaço aéreo libanês, infligindo baixas pesadas. Drones israelenses foram noticiados sobre o Líbano. Isto poderia ser o ensaio de operações estado-unidenses.

09/Abril/2018
Ver também:
  • 'We hope you come to your senses': Russia warns US against illegal Syria strike , 10/Abr/18
  • Russian-drafted UN Security Council resolution backing OPCW probe into Syria chem 'attack' fails , 10/Abr/18
  • Duma defense chief says Russia may respond with military force to US strike on Syria , 10/Abr/18
  • Europe air traffic control issues alert over 'possible air strikes on Syria within 72 hours' , 10/Abr/18/21h39

    O original encontra-se em
    blogs.rediff.com/mkbhadrakumar/...




  • Libre de virus. www.avast.com