Inicio > Mis eListas > humboldt > Mensajes

 Índice de Mensajes 
 Mensajes 4561 al 4580 
AsuntoAutor
1854/04 - Felíz dí Centro H
1855/04 - Falleció Centro H
1856/04 - Desde Ve Centro H
Re: NoticiasdelCeH Larrosa
1857/04 - Feliz dí Centro H
1858/04 - La incóg Centro H
1859/04 - La situa Centro H
1860/04 - SOYA, AM Centro H
1861/04 - PETRÓLEO Centro H
1862/04 - Economía Centro H
1863/04 - " Un áre Centro H
Re: NoticiasdelCeH Victor H
1864/04 - El forta Centro H
1865/04 - Más de 3 Centro H
1871/04 - Ciencias Centro H
1876/04 - LA EX UN Centro H
(sin asunto) Hildegar
1875/04 - Presenta Centro H
1874/04 - ¡¡¡¡¡¡¡¡ Centro H
873/04 - Designan Centro H
 << 20 ant. | 20 sig. >>
 
Noticias del Cehu
Página principal    Mensajes | Enviar Mensaje | Ficheros | Datos | Encuestas | Eventos | Mis Preferencias

Mostrando mensaje 4787     < Anterior | Siguiente >
Responder a este mensaje
Asunto:NoticiasdelCeHu 1855/04 - Falleció Celso Furtado
Fecha:Sabado, 20 de Noviembre, 2004  14:52:53 (-0300)
Autor:Centro Humboldt <humboldt @...............ar>


NCeHu 1855/04
 

 
Falleció Celso Furtado
 

RIO - Celso Furtado, um dos maiores economistas do Brasil morreu neste sábado, aos 84 anos, pouco depois do meio-dia, em seu apartamento, em Copacabana, no Rio de Janeiro. O corpo do economista deve ser velado na Academia Brasileira de Letras, da qual ele era membro desde 1977.

A informação pegou de surpresa os participantes do encontro do diretório nacional do PT, em São Paulo. Segundo o senador petista Aloízio Mercadante, que recebeu um telefonema da família de Celso Furtado dando a notíca, os membros do diretório do partido fizeram um minuto de silêncio em homengame "a um dos maiores intelectuais da história brasileira".

O líder do governo no Senado lembrou que o Celso Furtado era um desenvolvimentista. "É um homem que nos ajudou em todo esse governo, incentivando, apoiando, sugerindo caminhos", disse. "Não só este mas todos os governos democráticos do País tiveram de alguma forma a sua contribuição. É uma perda irreparável".

Em nota, o PT afirma que a morte de Celso Furtado deixa o Brasil "mais pobre do ponto de vista intelectual, político e ético". Segundo o texto, "no momento em que o Brasil se vê confrontado com a necessidade de pensar seu projeto nacional de desenvolvimento, os ensinamentos teóricos e o exemplo ético de Celso Furtado serão uma referência fundamental para o Partidos dos Trabalhadores".

Celso Furtado tinha 84 anos e era um dos economistas de maior prestígio do País, responsável pela formação de toda uma corrente econômica, a partir da publicação do livro "Formação econômica do Brasil". Adepto da linha estruturalista, Furtado se destacava por enxergar a economia de uma maneira social, mais humanista. Doutor em Economia pela Universidade de Paris-Sorbonne, figurou entre os maiores pensadores mundiais de seu tempo, sendo inclusive candidato ao prêmio Nobel de Economia.

Em uma de suas últimas participações de cunho político, Furtado foi um dos signatários do abaixo assinado organizado por petistas e personalidades em defesa da manutenção de Carlos Lessa no comando do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria ligado pessoalmente para Furtado, para explicar os motivosda saída de Lessa.

Perfil

Celso Monteiro Furtado nasce a 26 de julho de 1920 em Pombal, no sertão paraibano. Em 1948 recebe o título de doutor na Universidade de Paris-Sorbonne.

Desde os anos 50, Furtado desenvolveu teorias sobre o desenvolvimento econômico e estudou em profundidade a história econômica do Brasil e a da América Latina. Seus livros Formação Econômica do Brasil e A Economia Latino-Americana foram traduzidos para uma dezena de línguas, inclusive para o chinês e o persa, e influenciaram a famosa Escola dos Anais, como
reconheceu um de seus fundadores, o historiador Fernand Braudel. Seus estudos sobre a história dos Estados Unidos e a formação do capitalismo na Europa são considerados clássicos.

No governo Jucelino Kubitschek, assume uma diretoria do BNDE. É nomeado interventor no Grupo de Trabalho para o Desenvolvimento do Nordeste e elabora para o governo federal o estudo "Uma política de desenvolvimento para o Nordeste", origem da criação, em 1959, da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), com sede no Recife.

Em 1961, como seu superintendente, encontra-se em Washington com opresidente John Kennedy, cujo governo decide apoiar um programa de cooperação com o órgão, e, semanas depois, com o ministro Ernesto Che Guevara, chefe da delegação cubana à conferência de Punta del Este, para discutir o programa da Aliança para o Progresso. Em 1962 é nomeado, no regime parlamentar, o primeiro titular do Ministério do Planejamento, quando elabora o Plano Trienal apresentado ao país pelo presidente João Goulart por ocasião do plebiscito visando a confirmar o parlamentarismo ou
a restabelecer o presidencialismo.

No ano seguinte deixa o Ministério do Planejamento e retorna à Superintendência da SUDENE, quando concebe e implanta a política de incentivos fiscais para os investimentos na região. O Ato Institucional nº 1, publicado três dias depois do golpe militar de 31 de março de 1964, cassa os seus direitos políticos por dez anos. Parte então para o exílio nos Estados Unidos.

Em 1965, muda-se para a França, a convite da Faculdade de Direito e Ciências Econômicas da Universidade de Paris, e assume a cátedra de professor de Desenvolvimento Econômico. É o primeiro estrangeiro nomeado para uma universidade francesa, por decreto presidencial do general de Gaulle.

Entre 1978-81, integra o Conselho Acadêmico da recém-criada Universidade das Nações Unidas, em Tóquio. No mesmo período, recebe um mandato do Commitee for Developement Planning, da ONU. Entre 1982-85, como diretor de pesquisas da Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales, dirige em Paris seminários sobre a economia brasileira e internacional. A partir de 1979, quando é votada a Lei da Anistia, retorna com freqüência ao Brasil, reinsere-se na vida política e é eleito membro do Diretório Nacional do PMDB. Casa-se com a jornalista Rosa Freire d'Aguiar.

Em janeiro de 1985 é convidado pelo recém-eleito presidente Tancredo Neves para participar da Comissão do Plano de Ação do Governo. É nomeado embaixador do Brasil junto à Comunidade Econômica Européia, em Bruxelas, assumindo o posto em setembro. Integra a Comissão de Estudos Constitucionais, presidida por Afonso Arinos, para elaborar um projeto de nova Constituição. Em março de 1986 é nomeado ministro da Cultura do governo do presidente José Sarney; sob sua iniciativa, é aprovada a primeira lei de incentivos fiscais à cultura.

Em julho de 1988 pede demissão do cargo, retornando às atividades acadêmicas no Brasil e no exterior. De 1987-90 integra a South Commission, criada e presidida pelo presidente Julius Nyerere, e formada por países do Terceiro Mundo para formular uma política para o Sul. Entre 1993-95 é um dos doze membros da Comissão Mundial para a Cultura e o Desenvolvimento, da ONU/UNESCO, presidida por Javier Pérez de Cuéllar. Entre 1996-98 integra a Comissão Internacional de Bioética da UNESCO. Em 1997 é organizado em Paris, pela Maison des Sciences de l'Homme e a UNESCO, o congresso internacional "A contribuição de Celso Furtado para os estudos do desenvolvimento", reunindo especialistas do Brasil, Estados Unidos, França, Itália, México, Polônia e Suíça.

Em agosto de 1997 é eleito para a cadeira n. 11 da Academia Brasileira de Letras.

Em seus trabalhos mais recentes, Furtado analisava o impacto da transnacionalização e da globalização na economia capitalista contemporânea. Da mesma forma, ele também aprofunda seus estudos sobre as dimensões culturais e sociais do desenvolvimento.

Amigo pessoal de Lula, Celso Furtado foi, junto com a economista Maria da Conceição Tavares, um dos padrinhos da indicação de Lessa para o BNDES. O economista esteve presente com o presidente na cerimônia de recriação da Sudene, em 28 de julho de 2003, e foi homenageado em vários momentos por Lula, que lembrou o impacto da afirmação do economista quando disse que oproblema do Nordeste não era a seca, mas a falta de uma políticacoordenada de planejamento e desenvolvimento.



Fuente: ListaGeografía/Brasil-Redação com "Agência Brasil"

Algunos de los cientos de artículos en venta o subasta en eGrupos.net
 
  • CD'S DE TANGO ( 35 ARS) 
     
  • CASA SIGLO XIX EN EL PEDROSO (SEVILLA) ( 120000 EUR) 
     
  • RAM: 2 x DIMM 256Mb DDR (266Mhz CL2.5) ( 20 EUR) 
     ¿Tienes algo que deseas vender? ¿O comprar? ¿Quieres ver tu anuncio aquí, gratis? 
    ¡ Visita hoy mismo EGRUPOS.NET !