Inicio > Mis eListas > humboldt > Mensajes

 Índice de Mensajes 
 Mensajes 2401 al 2420 
AsuntoAutor
1239/03 - Sexto En Humboldt
Re: NoticiasdelCeH Claudia
1238/03 - Geograph Humboldt
Re: NoticiasdelCeH José Mar
Re: NoticiasdelCeH José Mar
Re: NoticiasdelCeH Didima O
RE: NoticiasdelCeH Ilda Fer
Re: Angel Da
Felicitaciones Zaniel N
1241/03 - Postgrad humboldt
1242/03 - Geograph humboldt
286/03 - Geography humboldt
Felicitaciones por Departam
1245/03 - David Wa humboldt
1244/03 - Solidari humboldt
1243/03 - Proyecto humboldt
=?us-ascii?Q?Re:_N Maria Jo
Re: NoticiasdelCeH Rita
1249/03 - IV COLOQ Humboldt
1248/03 - Duro inf Humboldt
 << 20 ant. | 20 sig. >>
 
Noticias del Cehu
Página principal    Mensajes | Enviar Mensaje | Ficheros | Datos | Encuestas | Eventos | Mis Preferencias

Mostrando mensaje 2664     < Anterior | Siguiente >
Responder a este mensaje
Asunto:NoticiasdelCeHu 1281/03 - Brasil y Argentina: Una misma geografía
Fecha:Sabado, 20 de Diciembre, 2003  01:05:15 (-0300)
Autor:Humboldt <humboldt @............ar>

NCeHu 1281/03
 
LOS "RICOS" Y LA UNIVERSIDAD PÚBLICA
 
Estimada Simone e demais componentes da Lista de geografia,

      Está ficando cada vez mais evidente que a época da gratuidade das universidades públicas federais  encontra-se com seus dias absolutamente contados. O que nenhum governo, nem na época dos militares , conseguiu, o atual conseguirá... Observem que, vez por outra, alguma alta autoridade do presente Governo Federal aparece na imprensa para dizer que "os ricos estão estudando nas universidades federais" e que "não é justo que os pobres financiem o ensino dos ricos"...; que " as universidades públicas federais dão muita despesa ao País," etc

     Não há apelo maior do que este para que  o fim da gratuidade das universidades federais seja justificado e, o que é pior, com o apoio tácito da maioria da população brasileira! E´um apelo fortíssimo, que remete à inveja, ou seja,  "se eu sou pobre e meu filho não entra na universidade federal, então que seja paga!".   E´uma estratégia terrível, enganadora, mas que está funcionando a todo vapor. A reforma da previdência  provou isso. Nessa , a mesma estratégia foi empregada, com efeitos surpreendentes  e devastadores. Quando se pregou que os funcionários públicos eram privilegiados e os funcionários da empresa privada, não,  o silêncio e o apoio à dita reforma foram  grandes. E os funcionários públicos, que já se encontram há mais de 8 anos sem aumento salarial, perderam inúmeros direitos e ainda foram expostos à execração... sem ninguém que os defendesse.

      Paradoxalmente, no site do próprio MEC , existem alguns dados interessantes, insuspeitos, portanto,  mostrando que não são os ricos que estão nas universidades públicas, mas a classe média , que anda sufocada pela pesadíssima carga tributária  e mantém as universidades federais.  Verifiquem, por gentileza, os dados que transcrevo a seguir, extraídos do Ministério em pauta.  Só para chamar a atenção de vcs., apenas  4,5% dos estudantes dessas universidades têm família com renda superior a R$ 7.200,00!!!!

      Saudações Geográficas

       Lucivânio

P.S- Acredito que esse assunto interessa aos participantes desta lista, salvo melhor juizo.

EIS OS DADOS:

Ministério   da Educação

Renda familiar dos participantes do Provão

Renda familiar (em R$) IES públicas IES privadas

Até 720                           26,5%                12,9%

De 720 a 2.400                44,3%               45,5%

De 2.401 a 4.800              17,5%               23,6%

De 4.801 a 7.200                 7,1%               10,3%

Mais de 7.200                       4,5%                   7,7%

Fonte: Inep/MEC