Inicio > Mis eListas > humboldt > Mensajes

 Índice de Mensajes 
 Mensajes 17039 al 17058 
AsuntoAutor
250/15 - "17 contr Noticias
251/15 - ¿Por qué Noticias
252/15 - Prisão de Noticias
263/15 - La urgenc Noticias
254/15 - "Hay una Noticias
255/15 - Economía Noticias
256/15 - El Papa F Noticias
257/15 - La traged Noticias
258/15 - ¿Qué pasó Noticias
259/15 - CONSULTA Noticias
260/15 - A SUCESSÃ Noticias
=?UTF-8?B?U2VsZcOn =?UTF-8?
261/15 - - Eliseo Noticias
PALESTINA ISRALES Gustavo
262/15 - Argentina Noticias
=?UTF-8?Q?Re:_prop =?UTF-8?
=?UTF-8?Q?Re=3A_No Carmen G
Para charlas en se Ariel Ia
=?UTF-8?Q?Re:_Noti Cecilia
Re: NoticiasdelCeH Brisa Va
 << 20 ant. | 20 sig. >>
 
Noticias del Cehu
Página principal    Mensajes | Enviar Mensaje | Ficheros | Datos | Encuestas | Eventos | Mis Preferencias

Mostrando mensaje 17370     < Anterior | Siguiente >
Responder a este mensaje
Asunto:NoticiasdelCeHu 260/15 - A SUCESSÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR DE CANGUÇU /RS/BRASIL
Fecha:Jueves, 23 de Julio, 2015  19:11:33 (-0300)
Autor:Noticias del CeHu <noticias @..............org>

NCeHu 260/15
 
 

A SUCESSÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR DE CANGUÇU /RS/BRASIL

 

Noemi Müller Iven da Silva

 - Mestre em Geografia

Universidade Federal do Rio Grande - FURG - Brasil

 

Jussara Mantelli

- Doutora em Geografia

Universidade Federal do Rio Grande - FURG - Brasil

 

 

Este estudo aborda o comportamento sucessório na agricultura familiar do município de Canguçu/RS, onde a continuidade dos filhos na atividade agrícola está relacionada a capacidade reprodutiva das propriedades constituídas estrategicamente por características heterogêneas inseridas no mercado através de sua produção. Atualmente a agricultura familiar sofre pela ausência de desempenho adequado em atividades que ainda requerem o emprego de mão de obra, comprometendo a existência das estruturas agrícolas montadas por agricultores familiares que, quando em situação de idade mais avançada, acabam vendendo suas propriedades ou simplesmente as deixam para trás. A isto se acresce a falta de interesse por parte dos descendentes em gerir uma propriedade rural e exercerem a profissão de agricultor. Diante dessa situação a produção agrícola encontra-se vulnerável nas localidades com base econômica agrícola, pela queda na eficiência e ausência de alguns tipos de cultivos característicos da produção em pequena escala. Fato ocasionado pela falta de mão de obra no âmbito familiar por que os filhos não permaneceram no meio rural e também pela indisponibilidade de mão de obra externa para o desempenho de atividades consideradas simples. Como consequência ocorre uma queda na produção alimentar diversificada e de qualidade que, evidentemente, reflete na quantidade disponibilizada para o mercado consumidor urbano, constatando-se que muitas atividades que necessitam de maior emprego de mão de obra estão deixando de existir. As estratégias adotadas em cada família no processo sucessório são construídas a partir de racionalidades próprias com critérios envolvendo apenas os integrantes da família, não se atendo a um regramento externo, pois muitas vezes são regidas por subjetividades e por acordos internos envolvendo os demais descendentes que acabam recebendo compensações diferenciadas quando a condição econômica permite. Quando não há disponibilidade de benefícios aos demais herdeiros e estes já construíram outro meio de viver, há a concessão formalizada em beneficio de um dos herdeiros, no caso, o sucessor que ficará também responsável pelo cuidado com os pais quando estiverem idosos e doentes. A produção agrícola do município de Canguçu também se adéqua e se reestrutura de acordo com o mercado, onde agricultores mais capitalizados tem maior capacidade de reprodução com uma agricultura semiespecializada enquanto que os menos capitalizados economicamente adotam técnicas mais tradicionais combinadas com a tecnologia permitida pelas condições financeiras de cada um. Compreende-se que o desejo de continuidade dos filhos na propriedade dos pais e no desenvolvimento da agricultura é menor, quando inexiste um mercado consistente para escoar a produção. O comprometimento da continuidade agrícola de muitas propriedades do meio rural do município pela falta de sucessão é uma condição eminente que requer a reestruturação de estratégias por meio de políticas adequadas para o desenvolvimento agrícola local, para instigarem o interesse dos jovens pela profissão de agricultor, além do reconhecimento do papel do agricultor, onde as melhorias sociais deste grupo perpassam pelas condições econômicas superando o paradigma da cultura do atraso imposta a agricultura de menores proporções.

 


Esta ponencia será presentada en el XVII Encuentro Internacional Humboldt, a realizarse en Pirenópolis, Goiás, Brasil, entre los días 14 y 18 de setiembre de 2015.





El software de antivirus Avast ha analizado este correo electrónico en busca de virus.
www.avast.com