Inicio > Mis eListas > encuentrohumboldt > Mensajes

 Índice de Mensajes 
 Mensajes 3401 al 3420 
AsuntoAutor
37/13 - O Valor da Encuentr
38/13 - POPULAÇÕES Encuentr
39/13 - Região, Im Encuentr
40/13 - A Construç Encuentr
41/13 - A ORGANIZA Encuentr
42/13 - O alimento Encuentr
43/13 - XV ENCUENT Encuentr
44/13 - Estrada de Encuentr
45/13 - Território Encuentr
46/13 - Geografías Encuentr
47/13 - ESPAÇO PÚB Encuentr
48/13 - Que nature Encuentr
49/13 - El surgimi Encuentr
50/13 - Ações Antr Encuentr
51/13 - 2da. CIRCU Encuentr
52/13 - Mapa Sede Encuentr
53/13 - Sede del E Encuentr
54/13 - A Geografi Encuentr
55/13 - Viaje post Encuentr
56/13 - Crisis, vi Encuentr
 << 20 ant. | 20 sig. >>
 
ENCUENTRO HUMBOLDT
Página principal    Mensajes | Enviar Mensaje | Ficheros | Datos | Encuestas | Eventos | Mis Preferencias

Mostrando mensaje 3485     < Anterior | Siguiente >
Responder a este mensaje
Asunto:[encuentrohumboldt] 48/13 - Que natureza constrói a práxis social?
Fecha:Viernes, 2 de Agosto, 2013  21:19:00 (-0300)
Autor:Encuentro Humboldt <encuentro @..............org>

Que natureza constrói a práxis social?

Uma análise das concepções de natureza de diferentes atores em Gravatá-PE

 

 

MSc. Mariana Rabêlo Valença

Universidade Federal de Pernambuco

Secretaria de Educação de Pernambuco

Recife, Brasil

 

Para Marx, natureza e sociedade não podem ser pensados separadamente. O intercâmbio orgânico é a relação entre o homem social e a natureza, ou seja, o trabalho que humaniza o homem e o distingue das outras formas de vida, mas sem deixar de ser natureza. O homem transforma a natureza e a natureza o transforma numa relação dialética.

 

A natureza é evocada em diferentes contextos e entendimentos, em especial no atual debate sobre os limites da sustentabilidade. Daí a necessidade de refletir sobre como as pessoas entendem a natureza.

 

Este trabalho teve por objetivo analisar as concepções de natureza que constroem a práxis social dos diferentes atores (população local, população flutuante e turistas) que configuram o território do município de Gravatá-PE.

 

Analisamos um município cujo sítio geográfico favorece as atividades turísticas, especialmente de segunda residência, e nas quais algumas pessoas realizam o seu trabalho nessa sociedade de classes, em função dos atrativos naturais, que ganham destaque nos anúncios que vendem o turismo local.

 

Nossa intenção foi identificar as ideias, valores, que orientam as atitudes e as práticas sociais dos diferentes grupos. O estudo traz elementos concretos e subjetivos que compõem as representações, identificados através de aplicação e análise da técnica de associação livre de palavras e de entrevista. A associação livre foi analisada manualmente, enquanto que o conteúdo das entrevistas contou com a ajuda do software ALCESTE.

 

Nosso objeto de estudo delineia-se na relação e diálogo entre diferentes segmentos e grupos sociais na compreensão das concepções de natureza – que se apresentam às ações concretas da produção do espaço –, que são construídas e reconstruídas pelo imaginário social e permeiam os diversos discursos. Essa perspectiva vai ao encontro da utilização de enfoques interdisciplinares, dado o diálogo entre as diferentes áreas do conhecimento científico (Geografia, História,  Filosofia, Sociologia, Urbanismo) e diferentes saberes (conhecimento científico e senso comum).

 

Para dar sustentação teórica, foram discutidos a concepção de natureza sob uma perspectiva marxista, bem como o método materialista histórico e dialético; a mercantilização da natureza; e a natureza como estética da mercadoria; na busca pela compreensão de como a natureza é apropriada pelo trabalho social como condição à construção e desenvolvimento da história social.

 

Pode-se perceber, que existe o predomínio de uma visão naturalista, que não inclui os homens e nem os objetos socialmente produzidos, podendo justificar um descaso, uma vez que a natureza natural, como se espera, já não é tão presente assim nas relações do cotidiano. Além disso, fica evidente a mercantilização da natureza, sobretudo, para o turismo.

 


 

 Esta ponencia será expuesta en el XV Encuentro Internacional Humboldt a desarrollarse entre los días 09 y 13 de setiembre próximos en la Ciudad de México, México.


 

 





DeepSkyColors en Facebook!
Imagenes de nuestro planeta y del Universo desde los ojos de un fotógrafo español Visita la página en Facebook y dale a ME GUSTA!