Inicio > Mis eListas > encuentrohumboldt > Mensajes

 Índice de Mensajes 
 Mensajes 3401 al 3420 
AsuntoAutor
37/13 - O Valor da Encuentr
38/13 - POPULAÇÕES Encuentr
39/13 - Região, Im Encuentr
40/13 - A Construç Encuentr
41/13 - A ORGANIZA Encuentr
42/13 - O alimento Encuentr
43/13 - XV ENCUENT Encuentr
44/13 - Estrada de Encuentr
45/13 - Território Encuentr
46/13 - Geografías Encuentr
47/13 - ESPAÇO PÚB Encuentr
48/13 - Que nature Encuentr
49/13 - El surgimi Encuentr
50/13 - Ações Antr Encuentr
51/13 - 2da. CIRCU Encuentr
52/13 - Mapa Sede Encuentr
53/13 - Sede del E Encuentr
54/13 - A Geografi Encuentr
55/13 - Viaje post Encuentr
56/13 - Crisis, vi Encuentr
 << 20 ant. | 20 sig. >>
 
ENCUENTRO HUMBOLDT
Página principal    Mensajes | Enviar Mensaje | Ficheros | Datos | Encuestas | Eventos | Mis Preferencias

Mostrando mensaje 3481     < Anterior | Siguiente >
Responder a este mensaje
Asunto:[encuentrohumboldt] 44/13 - Estrada de Ferro Madeira Mamoré - Espaço g eográfico, transformações e potencialidade tur ística
Fecha:Martes, 30 de Julio, 2013  21:26:07 (-0300)
Autor:Encuentro Humboldt <encuentro @..............org>

Estrada de Ferro Madeira Mamoré - Espaço geográfico, transformações e potencialidade turística

 

Marta Pereira Alexandria

Universidade Federal de Rondônia – UNIR

Porto Velho, Rondônia, Brasil

 

RESUMO: A geografia possui um gama de ramificações na formação de um geógrafo ampliando ainda mais o conhecimento para aguçar suas percepções e propor analises em vários campos de estudos geográficos, e foi a partir destas diversificações que se optou por estudar o turismo agregado ao conhecimento geográfico tendo como objeto de estudos a Estrada de Ferro Madeira Mamoré que atualmente é um atrativo turístico localizado no município de Porto Velho, Estado de Rondônia, Brasil, responsável pela formação deste município. Sendo assim, este trabalho tem como objetivo apresentar uma discussão teórica de como ocorreu à transformação deste espaço tanto na sociedade local como na expansão urbana por conta da sua implantação e construção em plena selva Amazônica, até o seu reconhecimento como um atrativo turístico.  Desbravar a Floresta Amazônica construir uma ferrovia onde o principal objetivo da construção era o escoamento da borracha com o proposito de desenvolver a economia com o látex tanto em território brasileiro como boliviano foi um grande desafio. Contudo as questões geográficas do local, à topografia do percurso, a falta de conhecimento do território para implantação do projeto de construção da ferrovia dificultou o seu andamento causando assim transtornos prejuízos e baixas de vários funcionários para os consórcios contratados desde o inicio até o término da obra. No período de 1907 a 1912 foram recrutados vários trabalhadores oriundos de diversos países que buscavam novas oportunidades de trabalho, fato este que com a execução do projeto de construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré ocasionou a miscigenação do povo local com uma diversidade e uma pluralidade cultural muito rica e grandiosa. Aspectos culturais que promoveram uma transformação espacial no entorno da construção da Ferrovia Madeira Mamoré tornando-a um grande atrativo turístico. Este trabalho teve sua metodologia em pesquisa bibliográfica, arquivos de registros fotográficos e estudos referentes ao acordo bilateral firmado entre Brasil/Bolívia.

 

 


Esta ponencia será expuesta en el XV Encuentro Internacional Humboldt a desarrollarse entre los días 09 y 13 de setiembre próximos en la Ciudad de México, México.